quarta-feira, 2 de setembro de 2015

Voltar pra casa




O seu verdadeiro Eu é a pura luz da consciência. Aceite essa luz por dentro e pare de habitar em suas sombras na sua existência externa. Venere o verdadeiro Eu dentro de você. Assim como você oferece flores ou orações para a Divindade de sua escolha, faça o mesmo com o Eu como divindade interior. Veja os Deuses no seu Eu e o seu Eu nos Deuses. Deixe que todas as formas do divino seja refletida em sua própria natureza.

No nosso dia a dia, perdemos totalmente o contato com nossa essência. Não lembramos mais o que viemos fazer aqui e qual o nosso propósito. Vamos pouco a pouco, durante os anos deixando crescer as muitas couraças que encobrem a nossa real pessoa. Não é preciso ser uma pessoa religiosa para que isso aconteça. E sim espiritual. E todos somos espirituais. Todos nós viemos para redescobrir aquilo que todas as crianças sabem. Aquilo que todos nós sabíamos mas que vai sendo substituído pelos nossos gostos, aversões, certo e errado, bom ou ruim, meu e seu. 

Voltar para casa. Voltar para dentro. Momentos de puro silêncio. Mergulhar em si mesmo e se questionar, conhecer, investigar, perceber seus vazios. Esse é o maior presente e também o maior desafio. Hoje em dia com todos os inúmeros estímulos e essa ansiedade por informação, ver e ser visto, redes sociais, mensagens no celular, ninguém mais consegue estar sozinho. Nem por um segundo. No carro, no banheiro, nos restaurantes, nas conversas, nas ruas. As pessoas estão sempre olhando para alguma tela. 

A tecnologia é maravilhosa e nos trouxe inúmeros benefícios. Mas sempre digo que o melhor é o caminho do meio. Separe alguns momentos do seu dia para atividades contemplativas. Aprenda a meditar, faça as suas tarefas do dia a dia como se fossem  rituais. Esteja presente nos momentos. Tome banho e preste atenção nos aromas, na sensação do toque. Ao sentar para comer, observe o que está colocando para dentro do seu corpo. Tudo isso é uma forma de trazer o divino para nossas vidas. De nos sentirmos parte dessa consciência maior. Pequenas partes do todo. Pequenas partículas de luz. Sim, somos pequenas e poderosas partículas de luz!

Respeite o seu ser. Perceba todo o seu potencial. É infinito! 

Namastê!

Um comentário:

Quintal de Om disse...

Nossa casa é asa que mora por dentro.
Voa e pousa de volta, sem revoltas do caminho.

beijo n'alma.

~Om Shanti~

Samara Bassi.