sexta-feira, 24 de junho de 2011

Long Time Sun



May the long time sun
Shine upon you
All love surround you
And the pure light within you
Guide your way on...

Gayatri Mantra


O Gayatri é certamente um dos meus mantras preferidos. 
Sempre me vejo cantarolando ele durante o dia.
Recentemente li um artigo maravilhoso na revista Yoga International 
que explica um pouco mais sobre esse mantra sagrado.
Coloco aqui (no original em inglês) alguns trechos interessantes.
Se quiser ler o artigo inteiro clique aqui.

The gayatri mantra is found in the Rig Veda (3.62.10). It takes its name in part because it is written in a meter called the gayatri meter: twenty-four syllables divided into three lines of eight syllables each. But the word gayatri also means "she who protects the singer" (from gai, to sing, and trai, to protect). Thus, Gayatri is a name of the Divine Mother, she who protects her children and leads them toward self-realization.

The gayatri mantra reads:
tat savitur varenyam
bhargo devasya dhimahi
dhiyo yo nah prachodayat

When the mantra is recited in meditation, however, an additional line is added at the beginning. This line contains the sound Om, followed by three short seed sounds called the three maha vyahritis ("great utterances"): bhur, bhuvah, and svah. Thus the complete mantra as it is used in meditation is:

Om bhur, bhuvah, svah
tat savitur varenyam
bhargo devasya dhimahi
dhiyo yo nah prachodayat

Gayatri is a prayer as well as a mantra. As a mantra, it is a set of sounds used by practitioners to realize a higher state of consciousness—a state symbolized by the sun. As a prayer, it petitions God for guidance. "Direct my mind," it asks.


We all wish that selflessness, love, and humility would characterize our thoughts and actions, but they often slip away. Ego problems are a disturbing complication—anger, fear, and desire cloud our thinking. So we wangle our way through life, hoping all the while to outgrow these limitations.

But within each of us is a natural desire to bare our inner life, exposing it to higher wisdom, and the gayatri mantra does this for us. It gives us a prayer through which we may address our predicaments in the privacy of our heart, and by so doing it fulfills a deep need. It returns us regularly to our inner aims. And when our actions do not support those aims, the mantra has the capacity to lead us from contrition and remorse to self-acceptance and, finally, forgiveness.


Contained in the prayer is an elaborate exposition of spiritual philosophy. The gayatri describes the bhargah (the pure solar spirit), who is the essence of Savitri (the divine solar being), who is yet the inner identity of Surya (the sun). The gayatri as a prayer is a petition to tat (that) which is the infinite light of pure consciousness.


domingo, 19 de junho de 2011

Yogini Bhava



Listen to these incredible mantras and connect to your inner Shakti.
Jai Ma!

Jai Ma!


 Honrando todas as formas da Deusa. 
Da mãe divina.

Ya Devi Sarva Bhutesu Maa rupena samsthita 
Ya Devi Sarva Bhutesu Shakti rupena samsthita
Ya Devi Sarva Bhutesu Buddhi rupena samsthita
Ya Devi Sarva Bhutesu Laxmi rupena samsthita
Namestasyai  Namestasyai Namestasyai
Namo Namah 

Jai Ma! Jai Ma!

sexta-feira, 17 de junho de 2011

Happy Friday

Happy Friday to all!

quarta-feira, 15 de junho de 2011

Desenrolar Karmico:.by Shambhavi Chopra



Texto da Shambhavi Chopra, que vale a pena ser lido, principalmente hoje que acontece o eclipse.

 O mes de Junho 2011 é um mes de desenrolar karmico que acontecerá de várias maneiras e que culminará com uma 'explosão' de todas as influencias planetarias mais recentes deste ano, em especial os transitos dificeis dos ultimos dois meses que se seguiram às fortes conjunções de planetas, primeiramente em Peixes e depois em Aries proximo ao inicio do zodiaco. Passamos por um 'leve' eclipse parcial do Sol em Touro, ocorrido em 01 Junho. Agora será importante termos atenção especial ao eclipse da Lua em Escorpião que acontecerá em 15 de Junho. 

A Lua estará debilitada num grau de Gandanta muito proximo a Rahu e isso trará intensos momentos e experiencias a partir de nossos mundos interiores e exteriores. Este é um momento de reconciliação com a nossa evolução karmica através de Sadhana e de honrarmos os Senhores dos Planetas ,mas também nossos gurus e Devatas. As sensibilidades psiquicas estarão enaltecidas e a paz interior, a equanimidade e nosso humor deve ser cultivado para contrapor isto. O eclipse Solar de 01 Julho deve fechar as portas para muita desta turbulencia que hoje prevalece. As datas importantes a serem observadas em Junho são:

06 Junho - os nódulos lunares Rahu e Ketu, ambos retrógrados, transitam Abhukta Mula Gandanta, posição de tensão uma vez que tráz à tona os mais profundos questionamentos de nossa alma. O eixo nodal muda de Sagitario-Gemeos para Escorpião-Peixes. Porem este é um momento poderoso para espiritualizarmos nossas vidas, fazendo a união com o universo cósmico. Honrar a força da Shakti permite que trabalhemos atraves deste tumultuo do Maya da Deusa - a conjunção de nossa vida material com nossas aspirações espirituais. Momentos de turbulencia ao lidarmos com nossas emoções serão destaque neste periodo com fortes confrontos de nossas realidades interior e exterior, e que mexerá com as raizes mais fundamentais da nossa existencia.

Abhukta se traduz em 'inesperado' e Mula significa 'raiz'. Na nossa experiencia de mundo exterior isso traz a tona nosso karma passado que dá cor à nossa presente situação de vida. Ao espiritualizarmos estes planetas somos levados alem de nossas fraquezas e ao encontro de nossas forças inatas. Este é o inicio de um periodo de 18 meses de transição aonde Rahu e Ketu transitarão com suas posições debilitadas no eixo de Escorpião-Touro, nos expondo a muita turbulencia e questionamentos. Isto pode ser traduzido em um momento para identificarmos os ensinamentos essenciais karmicos. Felizmente Saturno entra diretamente em Virgem em 13 Junho e suas dificeis influencias vão começar a se reduzir. Trazendo atenção especial às condições planetarias em Junho, Ketu, nodulo Sul da Lua, estará em conjunção com mais tres planetas em Junho. Mercurio-Ketu fazem conjunção em 13 Junho- para a espiritualização da mente. Sol-Ketu em conjunção em 15 Junho para a espiritualização pessoal e Venus-Ketu em conjunção em 30 Junho para a espiritualização das emoções. Aproveite estes dias para uma pratica especial de Sadhana e para honrar os planetas para diminuir o estress. 

Na minha experiencia pessoal como Sadhak, Ketu é o "Guru Interior' que nos leva ao nosso Ser Interior. Portanto este é um momento oportuno para se trabalhar conscientemente a nivel mais profundo. Shakti Mantras são extremamente poderosos para nos ajudar a atravessar estas situações. Mantenha-se sempre firme na fé de que podemos confiar no Universo para nos agraciar com as divinas bençãos da Shakti, a Deusa Mãe. 

Jai Ma Guru! 

Eclipse Lunar Total


Hoje tem eclipse total da lua. 
O eclipse poderá ser visto por todo o Brasil, logo após o pôr do sol.
Energia de muita transformação pelo ar. 
Hoje é dia de agradecer, de renovar, de jogar fora o que não serve mais. 
Principalmente internamente. 
Faça seus rituais, aquiete-se por alguns momentos.

Conecte-se com a sua essência primordial!
Medite ao luar alaranjado e celebre os ciclos da vida!

Give Love!


Espalhe amor!
Dê amor!
Sinta amor!
Seja amor!

domingo, 12 de junho de 2011

That's Why He Can Stop Your Elephant



 Be inspired by this incredible history...

Once upon a time there lived king who had a nice elephant. The attendant of the elephant used to take it to the river every day for a bath. One day as the attendant was bringing the elephant back to the palace, a little boy came walking up to the elephant. He took its trunk in his hands, saying, "Stop! Look at the way you are walking. The elephant stopped. "Walk gently, carefully," he told the elephant. He let go of the trunk, and the elephant started walking again. The next day as the elephant passed the same spot, the boy came running and stopped the elephant to reprimand it again. This happened several days in a row.
The attendant couldn't believe what was happening. He told the king, who sent his minister to check on the boy. In a few days, the minister came to report to the king. "Sir, I observed the boy. He lives with his grandmother. He's just a playful little boy. He seems ordinary, but he has absolutely no fear. That's why he can stop your elephant.
I can't believe it," said the king. "What do you mean?"

Sir, a mind without fear and worry can do anything."

The king wanted the minister to prove his point. The only way to do so was to make the boy worry about something. The minister approached the boy's grandmother. After hearing from her that the boy was allowed to do anything he wanted, the minister asked, "Has he ever asked for anything and been refused?"
Nho. I have given him everything that he wanted. He is just a happy-go-lucky boy."
Is he afraid of anything?"

Nothing at all."

The minister had to prove his theory to the king, so he said, "All right. When he comes home today give him the usual food, but add less than the usual amount of salt. If the boy asks about it, tell him that you don't have enough money to buy salt, so you had to be sparing with what you have left."
The grandmother said, "If the king wants me to do that, I shall do it." That evening when the boy came home, she serve his supper right away. After a few bites, the boy said, "Grandma, what is this? It's not tasty today." The grandmother repeated what the minister had told her, and the boy said, "Okay, Grandmother, I will get you some salt." He ran to the shop and asked the shopkeeper to give him a little salt. The shopkeeper explained that he couldn't give him salt without receiving money in exchange. "Where can I get some money?" the boy asked.

You have to go and work for it."

I don't know how to work."

Then you can't get any salt."

The boy was a little depressed. He went home. "Grandma, I don't know what to do. He wants me to go and work and get money so I can get some salt. I don't know how to work."
All right, sweetheart," said the grandmother, "it doesn't matter. Go to sleep. We'll talk about it tomorrow."
The boy went to bed, but he couldn't sleep all night. In the morning, the elephant came as usual, and as usual, the boy went to stop the elephant, but he couldn't do it. The elephant pushed him aside and walked off. All the young fellow had in mind was, "I couldn't get a little salt for my food." That one small worry had taken away all his strength.

Om Shanti, Shanti, Shanti

sexta-feira, 10 de junho de 2011

Kaivalya:.Liberdade!


 Tenho muitos livros inspiradores de Yoga. 
 Mas desde que comecei nesse caminho tenho um que é muito especial, "O Coração do Yoga" 
escrito por T.K.V Desikachar, filho do mestre Krishnamacharya
Sempre releio trechos e toda vez aprendo uma coisa nova. 
Hoje reli esse trecho sobre Kaivalya e ele foi direto ao meu coração e momento. 
Espero que vocês também possam apreciar esses belos ensinamentos.

Namastê!

Kaivalya descreve o efeito na personalidade de quem está em um estado contínuo de samadhi. Esse é o estado de liberdade interna almejado pelo Yoga. Os últimos 34 versos do Yoga Sutra são dedicados a kaivalya. Derivada da palavra kevala, cuja tradução é "conservar-se distante", kaivalya às vezes é explicada como isolamento ou reserva. Uma pessoa em estado de kaivalya entende o mundo tão bem que fica à parte dele, no sentido de que não é influenciada por ele, embora possa estar na posição de influenciar o mundo. É um equivoco pensar que alguém que vive em estado de kaivalya não seja mais uma pessoa normal, com necessidade e funções humanas. Na realidade, as pessoas nesse estado comportam-se como pessoas normais, mas não carregam o mundo nas suas costas. Elas vivem no mundo, mas não estão sujeitas a ele. Elas não estão livres de percepções sensoriais ou livres do corpo, mas são um pouco diferentes. Onde quer que estejam, estão seguras de si. Isto é kaivalya. Forças externas não têm poder sobre uma pessoa assim, embora ela conheça o mundo externo muito bem.

De acordo com o Yoga, o objetivo de toda a criação é nos dar um contexto para compreender o que somos e o que não somos. Uma pessoa que experiencia kaivalya, vê prakriti, o mundo material, simplesmente como ele é, sem nenhum significado além dele.

... Há duas forças dentro de nós: uma vem de nossos velhos condicionamentos e hábitos; a outra é nosso novo condicionamento, que se desenvolve a partir da nossa mudança de comportamento. Enquanto essas duas forças estiverem atuando, a mente oscila de uma para outra. Mas quando a velha força desaparece, a mente não mais oscila para frente e para trás. Alcançamos um outro estado e ele é sentido de maneira contínua.

quinta-feira, 9 de junho de 2011

quinta-feira, 2 de junho de 2011

Grace

 
"I do not understand the mystery of grace - 
only that it meets us where we are, 
but does not leave us where it found us."
~ Anne LaMott


Open to GRACE.
Open to ALL the possibilities 
of this incredible LIFE.
Open to LOVE.
Open you heart to BE loved.
Open your SOUL.
Open your INNER goddess.
And SHINE, shine, shine...