terça-feira, 16 de agosto de 2011

Renascimento


 Segundo o Zen, você vem de lugar-nenhum, e vai para lugar-nenhum.
Você existe apenas agora, aqui: não vindo, nem indo.

As coisas todas vão passando por você; 
a sua consciência reflete o que passa, 
mas ela mesma não se identifica com isso.

A sua consciência é apenas um espelho.
O espelho não faz nada, ele apenas reflete.
Você nem vem, nem vai. As coisas vêm e vão.
Você se torna um jovem, você fica velho; 
você está vivo, você está morto.

Todas essas situações são apenas 
reflexos num lago eterno de consciência.
Segundo Friedrich Nietzsche, em seu livro Assim Falou Zarathustra, 
existem 3 graus de consciência: Camelo, Leão e Criança.
O camelo é sonolento, entediado, satisfeito consigo mesmo. 
Vive iludido julgando-se o cume de uma montanha, 
mas, na verdade, preocupa-se tanto com a opinião dos outros 
que quase não tem energia própria.

Emergindo do camelo, aparece o leão. 
Quando nos damos conta de que temos estado abrindo mão 
da oportunidade de viver realmente a vida, 
passamos a dizer "não" às demandas dos outros. 
Nós nos apartamos da multidão, 
solitários e orgulhosos, rugindo a nossa verdade.
Finalmente, emerge a criança, nem submissa nem rebelde, 
mas inocente e espontânea, fiel ao seu próprio ser.

Qualquer que seja a posição em que você se encontre neste momento, 
tenha consciência de que isso evoluirá para alguma coisa nova, se você permitir. 
Este é um tempo de crescimento e mudança.

~ Osho

Um comentário:

Lulitas disse...

Adorei! Super verdade isso..
Bjs