quinta-feira, 29 de abril de 2010

Ayurveda para Gestantes:.Parte II

Aqui está a segunda parte da série de postagens sobre Ayurveda para Gestantes.
Falo da concepção do bebê e começo a explicar sobre a dieta da gestante.

Harih Om!



A Concepção do bebê na visão do Ayurveda

A concepção de um bebê é uma expressão de muito amor entre a mãe e o pai.

É ideal planejar a gravidez com alguns meses de antecedência, para preparar e equilibrar o corpo, mente e alma para ingressar nessa jornada tão importante.

Para a mulher que quer engravidar é muito importante que ela cuide bem do seu ciclo menstrual.

Durante a menstruação é indicado um repouso maior, uma dieta mais leve que contenha alimentos fáceis de digerir e não praticar atividades físicas muito extenuantes.

Cuidar e preparar o corpo com massagens feitas com óleo morno e uma dieta para remover toxinas é fundamental para tornar o organismo equilibrado e pronto para receber um bebê.

Inclua também práticas de meditação e Yoga na sua rotina diária.


Comendo por dois:. A dieta durante a gestação

Quando a mulher está grávida a sua alimentação se torna mais importante do que nunca.

Tudo que você come, afeta diretamente a saúde do seu bebê, então é muito natural que você escolha apenas os alimentos mais saudáveis e nutritivos possíveis.

A gravidez requer um trabalho extra do seu corpo e é por isso que você precisa escolher uma dieta especialmente nutritiva.

Pular refeições, comer com pressa, em pé, falando ao telefone, vendo televisão ou lendo.

Fazer jejum prolongado e comer junk food, tudo isso reduz a nutrição necessária para que seu bebê se desenvolva normalmente.

Dê preferência para vegetais e frutas frescas, grãos integrais e derivados do leite. Se possível, tente comer alimentos orgânicos, principalmente frutas, verduras e leite.

É importante que você beba bastante água (em temperatura ambiente), isso ajudará a remover qualquer impureza durante a gestação.

O Ayurveda também recomenda que você dê preferência aos alimentos cozidos, já que eles são de digestão mais fácil e são mais nutritivos que os alimentos frios e crus.


Dieta balanceada:. Incluindo os seis sabores na alimentação

Para o Ayurveda, a dieta tem que conter os seis sabores para ser completa.

Saiba quais são tal sabores e em que alimentos eles se encontram.

· Doce

· Salgado

· Ácido

· Picante

· Amargo

· Adstringente

Sabor doce: Leite, manteiga sem sal, ghee (manteiga clarificada), arroz, farinha integral, massas, pães integrais frutas doces.

Sabor salgado: Sal marinho e em muitos vegetais.

Sabor ácido: Iogurte, coalhada, limão, vinagre, frutas ácidas.

Sabor picante: Pimentas, cominho, gengibre, canela, cravo, e outras especiarias picantes.

Sabor Adstringente: Feijão, lentilhas, romã, caqui, espinafre, repolho, brócolis, couve flor, maçã, pêra.

Sabor amargo: Verduras de folhas verde escuro, couve, escarola, chicória, endívia, espinafre, acelga, brotos.

Para as grávidas, é importante comer todos os seis sabores, mas dar maior importância para os sabores doce, ácido e salgado pois são os mais nutritivos para essa fase.


Alimentos Doces, Salgados e Ácidos recomendados durante a gestação

No geral: Coma alimentos quentes e mornos, cozidos, nutritivos e bebidas quentes.

Coma todos os seis sabores mas reduza os muito picantes, amargos e adstringentes.

Evite alimentos frios e crus, bebidas frias e geladas e gasosas pois tendem a reduzir seu fogo interno e poder de digestão.

Laticínios: Leite integral (orgânico), manteiga sem sal, iogurte caseiro, queijos frescos como minas, ricota e cottage.

Açucares: Mel e Açúcar orgânico, demerara ou mascavo (com moderação).

Óleos: Azeite de Oliva, ghee e óleo de coco.

Frutas: Doces e frescas, em temperatura ambiente como: papaia, coco, pêssego, manga, abacaxi doce, laranja doce, ameixa doce, maçã doce. Uva passa, ameixas e tâmaras.

Vegetais: Beterraba, cenoura, abobrinha, batata doce, pepino sem casca, espinafre, abobora, aspargos, berinjela sem casca, moranga.

Grãos: Arroz, massas, pães integrais, aveia, quinua, milho, e outros grãos integrais.

Feijões e Leguminosas: Lentilha amarela. Todos os outros são muito indigestos durante a gestação.

Especiarias: Fenogrego, erva doce, açafrão, canela, cardamomo, cominho, gengibre, sal, cravo, semente de mostarda.

Nozes: Amêndoas, nozes e castanhas são especialmente nutritivas e muitos recomendadas durante a gravidez. Evite amendoim.

Evite:

· Alimentos e bebidas frias

· Comidas cruas e restos de comida

· Comidas congeladas

· Comidas muito ácidas: pickles, vinagre, queijos amarelos.

· Alimentos muito picantes: chilli, alho, cebola, pimentas, pimentões.

· Carnes em geral. Se não for possível, prefira frango ou peixe ensopados, eventualmente.

· Amendoim

· Queijos gordurosos como gorgonzola, brie, catupiry, roquefort etc.

· Álcool

· Café

· Bebidas gasosas

· Chocolate

· Frituras

· Alimentos industrializados.

· Enlatados

· Molhos cremosos.

Alimentos que causam gases:

· Brócolis

· Couve flor

· Repolho

· Cebola

· Alho

· Couve de Bruxelas

· Batata

· Ervilha

· Brotos

· Verduras cruas em geral

terça-feira, 27 de abril de 2010

Pensamento do dia


All love is expansion, all selfishness is contraction.

Love is therefore the only law of life.

He who loves lives, he who is selfish is dying.

Therefore love for love's sake,

because it is law of life, just as you breathe to live.

~ Swami Vivekananda

sexta-feira, 23 de abril de 2010

Yoga Art:. Calef Brown




Encontrei essas ilustrações da artista Calef Brown neste blog que eu adoro.
Hanuman praticando Hanumanasana é demais não?

Bom fim de semana!

quinta-feira, 22 de abril de 2010

Happy Earth Day!


Vamos celebrar, honrar e respeitar a nossa Mãe Terra hoje e todos os dias!

Jaya!


quarta-feira, 21 de abril de 2010

Home


Descobri esse lindo documentário "HOME" através de uma amiga. Lançado em 2009, produzido pelo jornalista, fotógrafo e ambientalista francês Yann Arthus Bertrand, o filme é inteiramente composto de imagens aéreas de vários lugares da Terra. Mostra-nos a diversidade da vida no planeta e como a humanidade está ameaçando o equilíbrio ecológico. O filme foi lançado simultaneamente ao redor do mundo nos cinemas, em DVD e no You Tube. Foi estreado em 50 países diferentes e é totalmente gratuito e sem lucros comerciais.

Quem se interessar pode comprá-lo no site da Amazon.




terça-feira, 20 de abril de 2010

segunda-feira, 19 de abril de 2010

You Are What You Are Seeking



Vi este vídeo no blog da minha amiga Linda este final de semana.
E foi exatamente o que eu estava precisando naquele momento.
Acho que vocês também vão gostar.

Harih Om

quinta-feira, 15 de abril de 2010

Pensamento do dia


Life is filled with challenges.

Only by challenges can you bring out your strength, your intelligence, your capacity.

~ Swami Satchidananda

quarta-feira, 14 de abril de 2010

Ayurveda para Gestantes:.Parte I

Essa será a primeira de uma série de postagens sobre Ayurveda para Gestantes.
O assunto é muito rico e com muitos detalhes, portanto vou colocando aqui aos poucos.
As gravidinhas que tiverem dúvidas, podem me escrever ou marcar uma consulta comigo e assim posso fazer um tratamento personalizado.
Espero que gostem.
Jaya!



Para gerar um bebê feliz e saudável é necessário que os pais estejam com uma saúde plena e muito felizes. Uma mãe saudável, de bem consigo mesma, com um bom agni (o nosso fogo digestivo) e a imunidade equilibrada é a receita certa para se ter uma gestação tranqüila.

O Ayurveda para gestantes ajuda a nutrir todos os aspectos da mulher durante esses nove meses tão importantes em sua vida.

A mãe durante a gestação é o UNIVERSO do bebê. É sua casa, seu lar , seu mundo particular. Tudo o que a mãe come, bebe, tudo o que ela sente e pensa, tudo o que ela vê e faz tem uma conexão direta com o seu bebê.

O Ayurveda ensina como gerar um bebê mais saudável, mais feliz e conectado com seus pais e familiares.

Através dessa ciência milenar, a gestante aprende quais os melhores alimentos para essa fase, qual a rotina a ser seguida, que tipos de exercício, livros, musicas e outras experiências são benéficas para uma maior conexão com seu filho.

Ter filhos é um processo natural da vida. As mulheres foram feitas para atravessar esse período de uma forma totalmente equilibrada, elas precisam somente se re-conectar com seus ritmos internos.

O Ayurveda cria um equilíbrio entre a mãe, seu bebê e o relacionamento dos dois.

O pós parto é uma fase de extrema importância para a mãe. Ela precisa de cuidados extras nesse período pois tem que cuidar e amamentar o seu filho que acaba de nascer.

Portanto a mãe precisa reequilibrar o seu organismo, que agora não possui mais uma outra vida dentro de si.

É preciso voltar ao seu estado natural, fortalecer seu corpo e suas emoções e aumentar seu agni que fica muito fraco apos o parto.

Para um casal que está planejando ter um bebê, é importante determinar se eles estão com qualquer tipo de desequilíbrio em seus Doshas, e assim recomendar dieta e exercícios e uma rotina adequada.

Como Apana Vayu mantêm as condições naturais do útero e dos órgãos envolvidos na gestação para uma gravidez saudável

A concepção, a gestação e o pós-parto são governados pelo sub-dosha de Vata, chamado de Apana Vayu e para se entender todos esses processos, é preciso entender como funciona Apana Vayu.

Cada dosha (Vata, Pitta ou Kapha) possui 5 sub-doshas e cada um governa uma parte diferente do corpo. Como Vata controla tudo o que é movimento dentro do organismo, então cada um dos 5 sub-doshas de Vata comanda um tipo de movimento dentro de diferentes partes do corpo.

Apana Vayu, está localizado no cólon e baixo ventre e governa todos os movimentos descendentes como as eliminações, menstruação e o movimento de expulsão na hora do parto.

Quase todas as funções do útero durante a menstruação, gravidez e parto são controlados por Apana Vayu. Assim como o crescimento e a diferenciação dos órgãos do feto.

Por isso é de vital importância manter Apana Vayu em equilíbrio.

Se ele estiver muito fraco ou muito forte pode causar problemas durante a gravidez. Um exemplo disso, é que se Apana Vayu não estiver funcionando normalmente, pode ocorrer alguma mudança na posição do feto ou até casos de infertilidade.

Ansiedade e nervosismo durante a gravidez, também indicam um desequilíbrio no dosha Vata e pode ser aliviado com uma dieta nutritiva e bastante repouso.

terça-feira, 13 de abril de 2010

Curso de Yin Yang Yoga e Meditação com Linda Karl


Tenho o imenso prazer de anunciar aqui a vinda dessa grande amiga e maravilhosa professora de Yoga americana Linda Karl. Eu estou muito feliz de conseguir trazê-la ao Brasil e gerar essa incrível oportunidade de compartilhar o seu rico trabalho. Ela mistura Yoga com princípios Budistas e ensina o método Mindfulness Meditation. Não percam essa oportunidade de ir mais a fundo na sua prática de Yoga. Ficarei muito feliz com a sua presença!

Vamos investigar o Yoga Ativo do Yang e o Yoga Passivo do Yin. O Yin Yoga consiste em posturas com permanência de 3 a 5 minutos, para alongar passivamente tendões e ligamentos. Desbloqueia e distribui o Chi/Prana através dos Meridians/Nadis, eliminando bloqueios. Ajuda a reequilibrar os sistemas orgânicos do corpo, preparando a mente para meditação.

Depois da prática Yin, faremos uma lenta aula de Vinyasa, passando pelas posturas clássicas. Você apreciará o espaço a mais cultivado nas posturas Yin enquanto descobre uma nova sensação de liberdade e graça no movimento Yang.

Todas as sessões do curso terminarão com a prática de Mindfulness Meditation, o método mais natural para ver as coisas como elas são. Focando a atenção ao desdobramento de cada momento, aprendemos a viver no presente em vez de perder-nos nas memórias, nos desejos e nos medos. A meditação mindfulness desenvolve serenidade e discernimento utilizando o caminho de yoga e do Buda. Quando trazemos essa consciência para a nossa prática e yoga, começamos a viver plenamente em nós mesmos, e aprendemos a voltar para a casa dos nossos corpos e das nossas mentes, independentemente do que estiver nos acontecendo no momento.

Este curso é destinado a alunos de todos os níveis e é especialmente recomendado para atletas e praticantes de pouca flexibilidade corporal. Uma mente aberta vale mais que um corpo flexível na experiência dessa prática profunda e poderosa.

Programação:
Sexta, 28 de maio, 8h a 10h
Prática Yin e Introdução a Meditação Mindfulness

Sábado, 29 de maio, 10h a 12h30, Prática de Yin-Yang Yoga e Meditação Mindfulness

19h a 21h, Dharma Talk - Levando o Mindfulness para o Tapetinho: Seu Yoga e as Quatro Fundações de Mindfulness do Buda.

Domingo, 30 de maio, 10h a 12h30, Prática de Yin-Yang Yoga e Meditação Mindfulness

Curso completo R$325 ou 2x 170
Aula Avulsa R$90
Desconto de 10% para alunos YF
Em inglês com tradução.




Linda Karl cantou seu primeiro OM em 1973 e tem sido uma buscadora espiritual desde então. Ao longo do últimos 15 anos, mergulhou no estudo e na prática do caminho completo do Yoga e da meditação clássica, cultivando uma prática baseada na respiração e no coração. Completou uma série de cursos de formação em Yoga e meditação tanto nos EUA com Sarah Powers e Paul Grilley e no Spirit Rock Meditation Center na Califórnia, como na Índia no Krishnamacharya Yoga Mandiram do mestre T.K.V Desikachar. Linda mescla princípios budistas com ensinamentos milenares do Yoga para criar aulas que são uma verdadeira tapeçaria de respiração-espírito-mente-corpo. Experimente o Yoga ensinado com intuição, paixão e espírito. Leia mais sobre Linda no site www.lindakarl.net

Jaya!

*Clique na primeira imagem para mais informações.

sábado, 10 de abril de 2010

Ecstatic Chanting:.Om Asatoma live



This is so much fun!
Love it.
Have a nice weekend!

sexta-feira, 9 de abril de 2010

Pensamento do dia



In nature, action and reaction are continuous.
Everything is connected to everything else.
No one part, nothing, is isolated.
Everything is linked, and interdependent.
Everywhere everything is connected to everything else.
Each question receives the correct answer.


~ Swami Prajnanpad

quinta-feira, 8 de abril de 2010

Curso Avançado de Ayurveda:. Cuidados da Mulher


A idéia desse curso é maravilhosa e eu como estou muito ligada nos cuidados do Ayurveda para mulheres e gestantes com certeza estarei lá.
Já tive a oportunidade de ver palestras do Dr. Robert Svoboda, autor do livro Ayurveda for Women.
Ele virá pela primeira vez ao Brasil e será um dos professores desse curso.

"Serão 10 dias de aulas com abordagens especificas do Ayurveda para todas as fases da mulher.
Profissionais do Ayurveda nacionais e internacionais irão compor o corpo docente.
O Curso pretende que os profissionais do Ayurveda sejam capazes de atender as novas necessidades da mulher contemporânea
com a sabedoria milenar deste sagrado conhecimento, o Ayurveda.
"

Jai Ma!

Para mais informações clique aqui.

quarta-feira, 7 de abril de 2010

Dica de livro:.Yoga School Dropout



Tenho esse livro, chamado Yoga School Dropout faz algum tempo e por esses dias resolvi pegá-lo na estante. Estou programando a minha segunda viagem para a Índia no começo do ano que vem, acompanhada de queridas amigas e esse livro é realmente uma inspiração. Para quem gostou de Comer, Rezar, Amar é um prato cheio. Lucy, uma executiva do mundo da propaganda resolve ir para a Índia em busca de um sentido maior para a sua vida. Segue por vários ashrams e de um jeito muito divertido e verdadeiro vai contando a sua história que é real. O livro está disponível apenas em inglês infelizmente. Para quem se interessar, ele pode ser encontrado no site da Amazon.

Have fun!

quinta-feira, 1 de abril de 2010

A Páscoa e a Renovação



A Páscoa está chegando e parei pra refletir que muito além dos deliciosos ovos de chocolate, existe um profundo sentido de renovação por trás dessa data.
Resolvi então colocar esse texto do Tales Nunes, que vai a fundo no sentido da renovação/purificação.
Leia e reflita.

Harih Om!


PURIFICAR-SE, NECESSÁRIO. PURIFICAR, SE NECESSÁRIO

O que é purificação? Em que consiste purificar-se? Venho refletindo sobre isso nos últimos dias. Talvez eu não fale nada de novo, mas não custa falar. Para os que não sabem, será novo, para os que já ouviram, pode ser que sirva de novo.

A partir do julgamento do que é bom ou o que é ruim para nós, temos a idéia de que purificar-nos consiste em nos livrarmos de algo ruim que está nos poluindo. Eu prefiro, porém, tentar quebrar essa dualidade, puro e impuro, sujo e limpo e pensar que purificar-se é renovar-se. Partindo desse princípio, purificação é desvencilharmo-nos, com reverência, daquilo que talvez não seja mais necessário para nós e abrirmos espaço para o novo.

O nosso corpo físico está diariamente se purificando. O ato de excreção, por si só, é uma purificação. Tirar melecas (e colar embaixo da mesa de trabalho), escovar os dentes, soltar pum (seja ele de qualquer natureza sonora ou olfativa) fazem parte do nosso ritual diário de purificação. O Hatha Yoga nos ensina algumas outras técnicas de purificação como Kapalabhati, Nauli Mas o que são esses atos senão formas de deixarmos para trás coisas das quais não precisamos mais? Digo que não precisamos mais porque é evidente que caso a gente insista em manter esses objetos em nosso organismo, eles podem causar desequilíbrios ao mesmo. Assim, um corpo limpo, é um corpo em equilíbrio.

Indo do corpo ao ambiente, penso que temos a tendência de acumular coisas que não nos servem mais, que não são mais úteis: roupas no armário, cacarecos na garagem... Talvez seja muito melhor passar adiante esses objetos estagnados e torná-los úteis a alguém. A estagnação material traz a estagnação energética e vice-versa. Assim, ao limparmos um ambiente da nossa casa, varrermos, mudarmos móveis de lugar, ajudamos a circular a energia estagnada e a renová-la. Talvez ali, naquele ambiente, tenha tanto poeira quanto energia estagnada de anos. E essa energia estagnada nos ambientes que freqüentamos tende-nos a estagnação também. O simples fato de ver as coisas sempre nos mesmos lugares, de percorrermos sempre os mesmo caminhos, trazem à nossa paisagem mental e emocional o mesmo tom, muitas vezes um monótono amarelo burro. Dar cores novas ao dia-a-dia é fundamental para se viver.

Por falar em paisagem mental e emocional, por vezes cultivamos e somos movidos, ou 'assombrados', por pensamentos de situações passadas, pensamentos padrões que são gerados por crenças profundas. Crenças que se encontram nos nossos inconscientes por causa de alguma vivência passada. Essas crenças se manifestam através de pensamentos e emoções que surgem em determinadas situações que vivemos hoje, similares ou não àquelas que as produziram no passado. Esses pensamentos, na maior parte das vezes, não são mais necessários e nos impedem de estar em contato mais próximo e de compreender a situação presente da maneira como ela se coloca para nós. Eles são leves ou densas poeiras do passado que encobrem o nosso presente. Como, então, remover a poeira?

Bom, os pensamentos que vêm à tona gerados por essas crenças profundas, trazem-nos emoções de igual valor, padronizadas e repetidas. Purificarmos pensamentos e emoções seria, portanto, não eliminá-los, pois isso é impossível. Pensamentos e emoções não são 'deletáveis'. Mas purificação, aqui, seria dar-se conta dos pensamentos, emoções e os padrões que estão movendo-os, através da observação passiva e pacífica de si mesmo. E a partir daí, então, se necessário, 'sugerir-se' o contrário do padrão e cultivar o oposto dos pensamentos e emoções gerados por ele. Essa atitude traz um grande alívio, uma sensação de leveza e liberdade, próprias a toda purificação.

Vamos supor que exista o seguinte padrão inconsciente: 'sou responsável pela infelicidade dos outros'. Esse padrão traz à pessoa forte sentimento de culpa interior que a consome e ora faz com que ela se afaste das outras pessoas para tentar aliviar-se desse sentimento, ora a aproxima para tentar apaziguá-lo através de uma falsa ajuda ao outro. Mas, na verdade, a compaixão e não a culpa deveria nos mover a ajudar os outros. Então, para purificação da culpa, que é um sentimento EGOísta, poderiam ser feitas concentrações e meditações no seu oposto, a compaixão. Quanto ao padrão, ele continua lá, mas podemos sugerir, por meio de auto-sugestões, o seu oposto: 'somos todos responsáveis por nossas alegrias e tristezas'. Essa, possivelmente, é uma das 'faxinas' que ajuda no processo mais sutil de purificação dos pensamentos e emoções.

Resta-nos, talvez, um pequeno e grande impasse. Quando saber se é necessário ou não a renovação, a purificação?

A pergunta fica, mas o alerta vai: é preciso ter o cuidado para não cairmos, movidos por uma insatisfação interior - consigo próprio e às vezes projetada nos outros - no padrão da transformação e entrarmos na 'paranóia' de mudança e na crença de que as coisas não estão bem do jeito que estão. Termino, então, como comecei: Purificar-se, necessário. Purificar, se necessário.

Texto originalmente publicado no site yoga.pro.br