segunda-feira, 16 de fevereiro de 2009

Alimentação Ayurvedica

Neste final de semana, numa reunião de família, surgiu o assunto sobre alimentação correta e hábitos alimentares de acordo com a Ayurveda. Uma amiga me perguntou como ela faz para seguir uma dieta equilibrada, já que ela adora comer e diz que é um dos maiores prazeres da sua vida. É impressionante, mas a maioria das pessoas acha que para se alimentar corretamente é necessário se privar de muitos alimentos e entrar numa dieta totalmente sem sabor.



De acordo com a Ayurveda, o ser humano precisa prestar atenção aos ciclos da natureza e desenvolver uma maior consciência de si mesmo. Cada pessoa deveria saber adequar a quantidade, qualidade e variedade dos alimentos a serem ingeridos. Nesse mundo atual do fast food, as pessoas comem em horários errados, geralmente com pressa e com o celular ligado resolvendo problemas. Não preservam mais esse ritual que é alimentar o corpo e não sabem a hora de parar, geralmente comendo por pura gula. O alimento que não é utilizado se transforma em toxina (ama), causando assim uma série de problemas para a saúde.

Para a Ayurveda, uma refeição equilibrada deveria conter os seis sabores(rasa) da natureza - doce, ácido, salgado, picante, amargo e adstringente, adequada à sua natureza ou dosha - Vata, Pitta e Kapha. Para quem é de natureza Vata deve dar prioridade aos sabores doce, ácido e salgado; a pessoa Pitta necessita dos sabores doce, amargo e adstringente em sua dieta; e os indivíduos Kapha se beneficiam com os sabores picante, amargo e adstringente.

Além dos sabores, é de extrema importância dar preferência aos alimentos orgânicos e frescos e evitar alimentos congelados e enlatados, que não contêm nenhuma energia vital (prana). Aliás isso é fundamental, precisamos de energia vital para termos um corpo saudável e equilibrado e alguns alimentos específicos deveriam estar sempre presentes em nossa dieta diária como leite, ghi, mel, folhas verdes, cereais integrais, lentilhas, banana e castanhas em geral. Esses merecem uma atenção especial, e deveriam estar sempre presentes na nossa dispensa.

Na próxima vez que for sentar-se para uma refeição, lembre-se desses pequenos detalhes e aprecie esse ritual tão importante para as nossas vidas.


Namastê!

2 comentários:

Gustavo Cunha disse...

Este post veio bem na hora, já que, hoje recebi uma massagem ayurvédica excepcional, logo agora que estou a acabar de ler o "Yoga & Ayurveda" do Dr. Frawley. Ao reestabelecer a harmonia completa do ser, o Ayurveda é uma ferramenta impressionante, capaz de nos conduzir à auto-cura, e ajudar no processo de auto-realização, a meta do Yoga.
Loka Samasta Sukhino Bhavantu

Fernanda R. Lima disse...

Oi Gustavo, é isso mesmo a Ayurveda e o Yoga são ciências irmãs, que se completam e deveriam sempre andar juntas.

Namaste ;-)