quarta-feira, 19 de novembro de 2008

Savasana

Krishnamacharya, professor de Pattabhi Jois e B.K.S Iyengar, ensinou para cada um dos seus alunos o mesmo significado do Savasana, a postura final das aulas de Yoga considerada a principal e mais importante entre muitas. Existe uma frase de Pattabhi Jois que diz muito sobre essa postura tão significativa: "...every day, a little bit dying."

No final da nossa prática nós deitamos, de barriga para cima e respiração tranquila para o nosso Savasana. Por muitos é dita como a postura mais difícel da prática, pois colocamos mente e corpo em um estado de "morte". Não estamos dormindo e também não estamos ativos.

Ficamos num estado de dormência presente.


Quando somos iniciantes na prática de Yoga, esse asana é visto como sendo apenas um momento de descanso depois de muitas torções e alongamentos. Mas aos poucos nos damos conta que é bem diferente disso.



Em Savasana, nós nos desconectamos de qualquer técnica de respiração e simplesmente deixamos o ar passear livremente na inspiração e expiração. Assim revelamos todo o prana alcançado durante a prática. Esse prana percorre os canais de energia do corpo gerando uma sensação de vibração e calor. Quando a respiração está livre, a mente fica livre. Quando respiramos naturalmente a mente entra no seu estado natural.


Yoga Chitta Vritti Nirodha : "Yoga é a cessação (nirodha) dos vórtices (vrittis) da substância mental (chitta)".


Savasana é a arte de praticar a nossa volta à consciência universal.
Ou como se fala na filosofia Samkhya voltar para Purusha ou Brahman, o absoluto.


Por isso tudo, na próxima vez que você estiver em Savasana durante a sua prática, preste atenção em todas as suas sensações. E se deixe levar. Vários insights podem ocorrer nessa hora, e eles são preciosos.


Namastê!

Nenhum comentário: