segunda-feira, 11 de agosto de 2008

Japa Malas

Quando decidi explicar para vocês o que são japa malas ... logo pensei nesse texto do imperdível livro da Elizabeth Gilbert - Comer Rezar Amar (veja mais no próximo post).

Para mim foi até hoje a melhor explicação para esses colarzinhos espirituais. Eu tenho vários, lá na India tem de todos os tipos, cores, formatos e tamanhos. É impossível comprar um só! Uso sempre, nas minhas meditações, numa produção mais hipponga, na praia....é lindo e com um significado enorme. Dá uma olhada:


"Quando você vai à India - especialmente aos locais sagrados e aos ashrams, as comunidades que promovem a evolução espiritual-, vê várias pessoas usando contas em volta do pescoço. Também vê várias fotografias antigas de iogues nus, esqueléticos e intimadores (ou, às vezes, até de iogues rechonchudos, gentis e radiantes) usando as mesmas contas. Esses cordões de contas se chamam japa malas. São usados na India há séculos, para ajudar os devotos hindus e budistas a se concentrarem durante a meditação ritual. O colar é segurado com uma das mãos e manipulado em círculo- para cada repetição do mantra, toca-se uma conta. Quando os cruzados medievais foram para o Oriente durante as guerras santas, viram fiéis rezando com esses japa malas, gostaram da técnica e levaram a idéia de volta para e Europa na forma de terço.

O japa mala tradicional é formado por 108 contas. Nos círculos mais esotéricos de filósofos orientais, o número 108 é considerado muito auspicioso, um perfeito múltiplo de três, com três dígitos, cuja soma de algarísmos dá nove, que por sua vez, é três vezes três. E o três, é claro, é o número que representa o equilíbrio supremo... "
Fotos: Fernanda R. Lima

Nenhum comentário: